Vagas para estagiário e aprendiz crescem no ano

Por Metro Jornal

O número de vagas abertas para estágios e aprendizes cresceu 13,4% no primeiro semestre do ano. Segundo dados do CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) divulgados ontem, foram contabilizados 203.062 postos no período, ante 178.992 nos primeiros seis meses de 2017. O levantamento mostra que 141.659 jovens ingressaram em vagas de estágio por meio do centro no período, alta de 9,6%.

Entre os aprendizes, o crescimento foi de 11,7%, para 37.178. Apesar dos dados positivos, o superintendente geral do CIEE, Humberto Casagrande, ressaltou que o índice de desemprego entre jovens na faixa de 14 e 24 anos é de 27%. Segundo ele, cerca de 3 milhões de jovens ainda aguardam uma oportunidade. “Nós atendemos aqui [no CIEE] 300 mil jovens, mas tem uma fila de 3 milhões. Temos 1,8 milhão de jovens que querem fazer estágio e não encontram vaga.

Mais 1,2 milhão buscam o programa do aprendiz e não tem vaga”, afirmou Casagrande. O superintendente do CIEE negou que o crescimento do número de vagas ocorra por substituição de profissionais efetivos por estagiários. Segundo Casagrande, devido à maior fiscalização e a denúncias, essa prática diminuiu. “Essa prática já foi maior no passado. O mundo evoluiu”, disse. O CIEE conta com 369.389 estagiários e capacita 114.599 aprendizes hoje no país.

Perfil

A maioria dos estagiários cursam ensino superior (77,6%), seguido pelo ensino médio (18,3%), curso técnico (3,5%) e educação especial (0,6%). As mulheres predominam, respondendo por 65% do total. Entre os aprendizes, 61,3% são formados no ensino médio, e 32,6% estão ainda estão nele. Outros 4,5% cursam o ensino fundamental; 1,4%, nível técnico; e 0,1%, nível superior. Do total, 52,1% são mulheres.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo