64% dos brasileiros recorreram a bicos para complementar renda no 1º semestre do ano

Por Metro Jornal

Com recuperação ainda lenta da economia, o percentual de consumidores que recorreram a alguma forma de trabalho extra ou bicos para complementar a renda subiu de 57% em 2017 para 64% no primeiro semestre deste ano.

Segundo pesquisa do SPC Brasil, 51% acreditam que as condições gerais da economia pioraram neste ano, alta de 12 pontos percentuais em relação 2017. Quando avaliam a própria condição financeira, 44% garantem que também houve piora, aumento de oito pontos percentuais. Outros 34% falam em condições iguais e apenas 19% pensam que a situação está melhor.

“A renda das famílias segue achatada e o consumo melhora a passos lentos porque o desemprego segue alto e a confiança abalada”, diz a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

O estudo mostra que 83% dos brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento. Entre os que contingenciaram gastos, 61% cortaram ou reduziram refeições fora de casa.

De modo geral, 77% dos brasileiros declaram que ainda não sentem os efeitos da melhora da economia no seu cotidiano. Entre esses, 77% consideram que os preços continuam aumentando, 56% pensam que as taxas de juros estão muito elevadas e 54% argumentam que o mercado de trabalho segue sem contratar.

Veja onde foram os principais cortes no orçamento:

renda
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo