Já dá para ir de São Paulo ao Rio de carro elétrico

Por Fernando Valeika de Barros - Metro Jornal

A partir desta segunda-feira (23) , proprietários de carros elétricos poderão viajar pela Via Dutra, entre Rio de Janeiro e São Paulo, sem terem receio de ficarem pelo caminho.

Uma iniciativa da montadora alemã BMW, da portuguesa EDP, que atua no setor elétrico, e da rede Ipiranga, implantou o maior corredor com postos de carregamento para automóveis elétricos da América Latina.

“A iniciativa permitirá que veículos elétricos rodem pelas duas maiores cidades do país”, disse ao Metro Jornal, Hélder Boavida, presidente da BMW para a região do Mercosul. No percurso, de 430 km, estações de recarga foram distribuídas em seis postos, três em cada sentido da rodovia.

Até então, o maior corredor latino-americano era o situado entre Montevidéu e Rocha, no Uruguai, com 310 km. Segundo ele, a autonomia de um carro elétrico como o modelo BMW i3 é de aproximadamente 150 km. “Como os postos estão separados por 122 km, no máximo, no trecho entre as cidades de Piraí, no Rio, e Queluz, em São Paulo, pode-se fazer a viagem, com um veículo destes, sem o menor receio de ficar parado pelo caminho, por falta de energia nas baterias”, afirma Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil.

Ao lado de Boavida, ele próprio fez o percurso, de cerca de 430 km, entre as duas capitais. Setas conta que o tempo estimado para abastecer o carro, equipado com uma bateria de íon de lítio, com 22 kWh, foi de cerca de 25 minutos, a cada parada. “Foi o tempo de tomar um café e ir ao banheiro”, diz.

O investimento para implantar os recarregadores nos seis postos foi de R$ 1 milhão. Basicamente cobriu o reforço na rede elétrica e a instalação das estações de recarga. Haverá três plugs diferentes também compatíveis com modelos de outras montadoras. Apesar do investimento na implantação, rachado entre BMW, EDP e Ipiranga, nos próximos seis meses não se pagará nada pelo serviço.

Mas, mesmo quando esta cobrança acontecer, donos de carros elétricos economizarão dinheiro na comparação com o que é gasto por proprietários de modelos a gasolina.

Na ponta do lápis, uma viagem custa cerca de 25% do valor desembolsado para encher um tanque com combustível. “Com os carros elétricos, já estamos no começo de uma nova era”, diz Boavida.

 

carro eletrico
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo