Fiscalização contra canudinho começa nesta quinta no Rio

Por Metro Rio

A Vigilância Sanitária da cidade do Rio começa nesta quinta-feira a fiscalizar estabelecimentos para checar se os canudos plásticos deixaram de ser usados no município. Os servidores municipais já cumprem a lei 6.384, aprovada na Câmara e regulamentada, ontem, pelo prefeito Marcelo Crivella (PRB).

Bares, restaurantes, lanchonetes e quiosques podem receber multas de até R$ 6 mil se, após advertências, continuarem usando materiais que não são biodegradáveis.

Durante as primeiras abordagens, os fiscais farão um trabalho de conscientização. Caso os comerciantes sejam flagrados com os utensílios, agora proibidos, será emitido um termo de intimação, indicando a necessidade de substituí-los em até dois meses.

As inspeções também observarão se o descarte de embalagens também seguem as novas orientações, mais sustentáveis.

A intenção da lei é diminuir os impactos negativos que o descarte dos canudos de plástico trazem ao ambiente. Estudos da ONU Meio Ambiente revelam que anualmente 8 milhões de toneladas de resíduos plásticos têm como destino os oceanos e que até 2050, 99% das aves e animais marinhos já terão consumido esses dejetos.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo