São Bernardo assina contrato emergencial de limpeza até escolha definitiva

Por Metro Jornal ABC

Após um ano de prorrogações da PPP (Parceria Público-Privada) do lixo, a Prefeitura de São Bernardo encerrou o contrato mantido com a SBC Valorização de Resíduos. 

O processo que elegerá a nova empresa para o serviço ainda não foi finalizado. Por conta disto, a prefeitura firmou no domingo passado contrato emergencial com as mesmas empresas que formam o consórcio SBC Valorização: Lara e Revita.

A PPP foi assinada em 2012, sob a gestão do então prefeito Luiz Marinho (PT), e deveria durar 30 anos. Mas o contrato foi rompido pela administração de Orlando Morando (PSDB), que via problemas no acordo.

A rescisão aconteceu em julho, com acordo para que a SBC continuasse  até a conclusão de uma nova licitação. A publicação ocorreu em novembro, mas logo precisou ser retirada por questionamentos do TCE (Tribunal de Contas do Estado). De acordo com a prefeitura, um pregão no próximo dia 18 vai formalizar quem assumirá 100% de zeladoria do município.

O valor do contrato emergencial não foi revelado. A administração diz que ele tem prazo de 180 dias, mas será finalizado após a escolha da nova empresa.

Há previsão de aumento no volume de varrição, reposição de papeleiras e caçambas e mais equipes de roçagem no acordo emergencial. O contrato engloba também coleta e destinação final do lixo.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo