Governo da Espanha restitui tratamento de infertilidade a lésbicas e solteiras

Por Reuters

O novo governo socialista da Espanha concordou em oferecer tratamentos de infertilidade gratuitos a lésbicas e solteiras nesta sexta-feira, restaurando um benefício cancelado pelo governo conservador anterior.

O anúncio coroou uma série de medidas sociais anunciadas durante o mês inaugural do primeiro-ministro Pedro Sánchez no poder. O governo de enfoque conservador do ex-premiê Mariano Rajoy cancelou os tratamentos de infertilidade gratuitos para estes grupos em 2014.

“Hoje acabou a misoginia”, tuitou a secretária de Estado para a Igualdade, Soledad Murillo.

Após sua aprovação em uma reunião de gabinete nesta sexta-feira, que coincidiu com as comemorações do orgulho LGBTI em Madri, a medida entrará em vigor em janeiro de 2019, disse a porta-voz do governo, Isabel Celaá.

Até agora Sánchez acolheu dois barcos de resgate de imigrantes recusados em portos de países vizinhos, nomeou um gabinete dominado por mulheres e prometeu treinar juízes em questões de gênero.

A Espanha tem uma das menores taxas de natalidade da Europa. No ano passado o número total de mortes superou o de nascimentos no ritmo mais rápido desde que os registros tiveram início em 1941.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo