Investigado por pornografia infantil, padre é flagrado em contato com crianças

Por Metro Jornal

Um padre que está sendo investigado por pornografia infantil foi flagrado descumprindo ordem judicial de afastamento de crianças, ao abençoar alguns garotos ao final de uma missa. O caso aconteceu no último domingo (1), em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

Leia mais:
Jovem de 19 anos é condenada a prisão perpétua na Argentina
PM pede afastamento após vídeo em que aparece beijando outro homem

A equipe do Grupo de Investigação da RBS flagrou o padre Evair Heerdt Michels realizando uma bênção específica para crianças na missa de São Pedro e São Paulo, na Capela do Beato João Schiavo. Ele está usando tornozeleira eletrônica e foi proibido pela Justiça Federal de "circular e participar de eventos ou de qualquer tipo de atividade onde há crianças ou adolescentes".

Após receber uma denúncia da ONG Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, no início de 2017, a Polícia Federal encontrou fotografias e vídeos de sexo envolvendo crianças em computadores usados por Michels. Na época, ele era diretor do Colégio Murialdo de Porto Alegre e presidente da Associação Protetora da Infância.

Com isso, o padre foi transferido para uma paróquia em Caxias do Sul, mas pouco tempo depois foi visto participando de atividades escolares. Por isso, a Justiça optou por colocar nele uma tornozeleira, para evitar que ele fosse até escolas. Ainda assim, o padre tem tido contato com crianças em missa, atividade que ele segue celebrando. Segundo o portal Gaúcha ZH, a PF não quis comentar o caso por se tratar de processo sigiloso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo