Passagem aérea subiu quase 8% no primeiro trimestre

Por Estadão Conteúdo

A tarifa aérea média de voos domésticos subiu 7,9% no primeiro trimestre deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2017. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o preço médio das tarifas ficou em R$ 361,03, ante o valor de R$ 334,49 do primeiro trimestre do ano passado.

O valor leva em conta apenas os voos nacionais e computa uma média a partir de 40 milhões de voos computados no período.

O forte aumento no preço, de acordo com a agência, está relacionado à alta do dólar no período e do querosene de avião. Entre os dois trimestres, o preço médio do querosene subiu 18,5%, enquanto a taxa de câmbio teve elevação de 3,2%.

No ano passado, as cinco companhias aéreas brasileiras – Gol, Latam, Azul, Avianca e Latam Cargom – registraram lucro de R$ 413,7 milhões, primeiro resultado positivo desde 2010. Em 2016, o prejuízo apurado por essas empresas chegou a R$ 1,6 bilhão.

A receita total do setor chegou a R$ 37,8 bilhões no ano passado. Os custos e despesas chegaram a R$ 34,6 bilhões.

Segundo a Anac, 53% das passagens vendidas no ano passado tiveram preço inferior a R$ 300. Foram transportados 90,6 milhões de passageiros em 2017, com 805 mil voos realizados.

A Gol concentrou a maior demanda, com 36,2% dos voos, seguida por Latam (32,6%), Azul (17,8%), Avianca (12,9%) e outras (0,5%).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo