Acompanhar os jogos da Copa com churrasco fica mais caro

Variação de preços entre este mundial e o passado foi de 24,5%. Boa notícia é que valor está abaixo da inflação

Por Metro Jornal

Se aquele churrasco do 7 a 1 na Copa passada foi difícil de engolir, o deste mundial  já chega mais pesado. Mas desta vez o impacto vem no bolso.

Leia mais:
Copa do Mundo: Inglaterra enfrenta Tunísia; veja quais seleções jogam hoje
Tiroteio em festival de música deixa 20 feridos nos EUA

Produtos como carne, cerveja e salada ficaram em média 24,5% mais caros na comparação entre as duas Copas, em 2014 e agora neste ano. O levantamento foi realizado pela FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) com base nos dados nacionais da inflação oficial medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O período pesquisado vai de junho de 2014 a maio de 2018.

Apesar de mais caros, os produtos conseguiram ficar abaixo da inflação acumulada, de 26,4%. Outra boa notícia é que os alimentos com maior alta foram os de menor preço, como a cebola (85,8%), vinagre (45,7%) e sal (35,7%). As carnes vermelhas, protagonistas dos churrascos, tiveram variação de 24,9% e a cerveja, de 26%.

A assessora econômica da FecomercioSP Júlia Ximenes afirma que alguns itens já sofreram novas altas por conta da greve dos caminhoneiros, como é o caso do frango. “A pesquisa mede apenas os primeiros dias da paralisação, então possivelmente há novas altas. A melhor dica ao consumidor é pesquisar os preços antes de comprar. E claro, é sempre possível dividir o valor com os amigos.”

grafico Fonte: IBGE/IPCA
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo