Festas juninas e quermesses atraem público no ABC

Por METRO ABC

As baixas temperaturas do começo de junho avisam: o inverno está chegando. E, se o problema é se esquentar, as festas juninas e quermesses são a solução.

Tradicionais no Brasil desde o descobrimento do país, as celebrações combinaram os costumes indígenas – que faziam rituais pela chegada do inverno – com as homenagens dos portugueses para santos católicos – Santo Antônio, São João Batista e São Pedro.

A origem das festas juninas, porém, remete ao período medieval. “Religiões pagãs faziam festas no mês de junho para celebrar a chegada do verão no hemisfério norte”, disse o pesquisador da Universidade Presbiteriana Mackenzie José Maurício Conrado. “Com o tempo, a igreja católica incorporou o evento em seu calendário.”

Em Portugal, o mês de junho é conhecido como o dos “Santos Populares”, quando são realizados arraiais, marchas e procissões. As bandeiras triangulares também fazem parte da decoração do evento que, como no Brasil, é repleto de comida e música.

Por aqui, brincadeiras como jogo de argolas, pescaria, corrida do saci e correio elegante se incorporaram ao evento. “As festas juninas foram se adaptando conforme o Brasil se desenvolveu culturalmente. Isso fez com que as festividades ganhassem sua própria cara”, explicou Conrado.

No ABC, não faltam opções de quermesses organizadas por igrejas e clubes particulares para quem quer se aquecer com um bom quentão ou vinho quente, além dos lanches e salgados típicos da temporada – veja programação.

quermesse Arte / Metro Jornal

  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo