Bilhete Único anônimo deixa de ser vendido na capital paulista

Por Metro Jornal

O Bilhete Único, cartão de pagamento de tarifa do transporte público em São Paulo, deixará de ser vendido no formato anônimo a partir desta quinta-feira (7). A medida foi tomada pela SPTrans para evitar fraudes.

Leia mais:
A partir de agora, está proibido alimentar pombos em SP; Sim, você será multado
Ai que frio! Veja previsão do tempo em São Paulo para o fim de semana

A partir de agora, o passageiro deverá apresentar um documento com foto e o número do CPF em um dos pontos de venda e atendimento. Outra limitação é que agora será somente um cartão por CPF – antes o número era ilimitado. O primeiro Bilhete Único custa 5 passagens (R$24).

Quem ainda tiver um cartão sem cadastro, vai poder continuar usando normalmente. Ao fazer a recarga, o Bilhete Único será verificado, para descartar a hipótese de fraude.

A SPTrans afirmou que, desde 2017, mais de 650 mil Bilhetes Únicos foram cancelados e apreendidos por fraude. Somente este ano, mais de mil pessoas foram denunciadas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo