Estado de emergência termina amanhã em São Paulo

Por Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo encerrará na quinta-feira (31) o estado de emergência na cidade. O decreto será publicado no Diário Oficial do Município. A administração começa a normalizar o abastecimento para os serviços essenciais, e a partir desta sexta-feira deixará de utilizar os 37 postos de combustíveis mantidos exclusivamente para abastecer a frota municipal. O prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou que o óleo diesel será mantido para assegurar a circulação dos ônibus municipais até a próxima segunda-feira (4/06).

A administração paulistana destacou que mantém contato com a organização dos dois principais eventos de turismo na cidade que serão realizados no feriado: a Marcha para Jesus, que acontecerá nesta sexta-feira e a Parada do Orgulho LGBT, (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) no domingo (03). A Guarda Civil Metropolitana garantirá as entregas de banheiros químicos para os eventos, disse Bruno Covas.

O prefeito também informou que está previsto para a próxima segunda-feira (4) o retorno da coleta seletiva na cidade. Em entrevista na manhã de hoje, Bruno Covas destacou que houve um aumento da presença de professores na rede municipal de ensino de segunda-feira (88%) para terça-feira (91%), como também do comparecimento dos alunos (46% para 51%).

Ele explicou que nesta sexta-feira estará normalizado o abastecimento dos produtos perecíveis para merenda escolar. Com relação as feiras municipais a administração estima que o abastecimento ficará normal, a partir da próxima semana.

Até amanhã, os caminhões poderão circular livremente para normalizar o abastecimento na cidade. O rodízio municipal de veículos também estará suspenso nesta sexta-feira.

A Prefeitura de São Paulo decretará ponto facultativo amanhã seguindo o calendário prévio no caso de feriado prolongado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo