Caminhoneiro que quer trabalhar relata ameaça: 'se você não para, eles jogam pedra'

Por Leandro Gouveia/Rádio Bandeirantes

Caminhoneiros que querem trabalhar continuam sendo impedidos por piqueteiros nas rodovias.

 É o caso do Eliezer José de Barros, que está desde as 8h30 na Rodovia Washington Luís, em Santa Gertrudes, a 170 quilômetros da capital.

Ele saiu de São Paulo pela Rodovia dos Bandeirantes para pegar uma carga em Catanduva, mas no meio do caminho foi parado pelos manifestantes: “Entram os meliantes na frente do veículo com uma madeira bem comprida, querendo ameaçar, como se fosse um sequestro. Se você não para, eles agridem o carro, estouram o para-brisa, jogam pedra”.

Segundo o autônomo, há motoristas que estão parados desde quinta-feira no local: “Um rapaz falou que já ligou para a firma, que vai depositar um dinheiro para ele ficar num hotel porque ele já não aguenta ficar dentro do caminhão”.

Eliezer José de Barros relata que mesmo a presença da Polícia Militar no local não impede a ação dos manifestantes.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo