Sindicato não sabe quando SP terá combustível de novo

Por band.com.br com Rádio Bandeirantes

Apesar do acordo feito com o governo, na noite dessa quinta-feira, 24, para acabar com a greve dos caminhoneiros, os efeitos ainda não foram sentidos em São Paulo.

Segundo o presidente do Sincopetro (Sindicato do Comércio Varejista e Derivados de Petróleo), José Alberto Paiva Gouveia, 99,9% dos postos da cidade estão sem combustíveis.

"O presidente da associação de São Paulo não aceitou o acordo. As estradas ainda estão paradas. Não temos previsão", diz à Rádio Bandeirantes.

A dica de Gouveia é economizar o combustível. "Quem conseguiu abastecer, não use a gasolina à toa, senão vai ficar sem. Trate como um patrimônio. Não sabemos quando vai ter gasolina para abastecer de novo", avisa.

Para o presidente do sindicado, "se tudo correr bem", serão necessários cerca de três para "ter produto no mercado".

"Nós temos uma frota determinada para atender o mercado normal. Essa frota não consegue atender um mercado desabastecido. Ela vai precisar de um prazo. Na realidade, vai ter um desconforto por 1 semana pelo menos para que o consumidor receba o produto na hora que entrar no posto", explica à rádio.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo