Por que mesmo com o acordo os caminhoneiros seguem em greve?

Por Metro Jornal

Mesmo após o anúncio de um acordo entre Governo Federal e 8 sindicatos, os caminhoneiros seguem parados por todo o país nesta sexta-feira (25). Em grupos de mensagens, os motoristas seguem afirmando que "a greve continua", especialmente os autônomos.

Leia mais:
Com falta de combustível, trânsito fica abaixo da média em São Paulo
Sem produtos e com pouco movimento, parece feriado na Ceagesp hoje

Isso acontece porque, para os caminhoneiros, as entidades que negociaram com o Governo não representam os motoristas autônomos. Segundo um motorista, os sindicatos não falaram com os motoristas antes. "São uns aproveitadores que não falaram com a gente antes da greve e chegaram agora, quando já estava tudo parado", afirmou Aguinaldo José de Oliveira ao jornal Folha de S. Paulo.

Além disso, os caminhoneiros entendem que o acordo não atende as demandas e tem caráter temporário. Eles dizem que, embora a redução do preço do diesel seja a principal reivindicação, existem outros 14 itens na pauta.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo