Moro cancela audiências de caso de Lula e opina sobre greve

Por Paraná Portal

Por conta da greve dos caminhoneiros, o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato na primeira instância, cancelou as audiências de oitivas de testemunhas do caso do sítio de Atibaia, cuja propriedade é atribuída ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e as reformas realizadas no local relacionadas a propinas paga pela OAS e Odebrecht ao ex-presidente.

Em seu despacho, o magistrado afirmou que a greve poderia prejudicar o deslocamento de testemunhas, partes e advogados entre as cidades e, mesmo, dentro de Curitiba, por conta do desabastecimento de combustíveis nos postos da cidade. Nesta sexta-feira, o expediente da Justiça Federal foi cancelado e os prazos judiciais suspensos.

Ao cancelar as audiências Moro também opinou sobre a greve, dizendo considerar legítimas as reivindicações, mas classificando como questionável o bloqueio das estradas. “Há um movimento de paralisação de motoristas de caminhões nas estradas brasileiras. Há uma pauta de reivindicação legítima da respeitável categoria e que deve ser avaliada pelas autoridades competentes. No entanto, o prolongamento excessivo da paralisação e que inclui o questionável bloqueio de rodovias tem gerado sérios problemas para a população em geral, com prejuízos principalmente para o abastecimento de alimentos e combustíveis nas cidades.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo