PUC-SP é fechada por causa de protesto de estudantes

Por Metro Jornal com BandNews FM

O campus Perdizes da PUC-SP foi fechado na manhã desta quarta-feira (23), por causa de um protesto de estudantes.

Leia mais:
Professores da rede particular anunciam paralisação em São Paulo
Caminhoneiros paralisam rodovias pelo País contra aumento nos preços do diesel

A manifestação é impulsionada pelos alunos do curso de Serviço Social, que reivindicam a contratação de uma professora negra para o quadro docente.

As entradas principais da universidade e os acessos para as salas de aula foram bloqueados com cadeiras.

Em nota, a reitoria da PUC disse que considera relevante a demanda dos estudantes e acompanha as tratativas em curso entre os universitários e a unidade acadêmica de Perdizes.

O Centro Acadêmico de Serviço Social também publicou uma nota em sua página oficial no Facebook, onde afirma que a ocupação total do campus acontece em resposta à agressões sofridas por alunas que estão se manifestando na universidade desde a tarde de terça-feira (22). Veja a nota na íntegra:

Prédio novo ocupado!

Informamos por meio dessa nota que hoje, dia 23 de maio de 2018 a partir das 5 horas da manhã ocorreu a ocupação total do prédio novo, somando também com o prédio velho. Desse modo, estabelecendo a paralisação total da PUC-SP no campus Perdizes. 

Entendemos a ação como uma resposta as agressões sofridas durante a ocupação, ameaçando a resistência, a segurança dos alunos e o atendimento das pautas exigidas.

Salientando que durante as primeiras horas de ocupação, o professor Luiz Volpato, docente da FEA ameaçou verbal e fisicamente alunas que compõe a ocupação. Ressaltamos que a agressão fisíca apenas não ocorreu pois houve uma contenção feita pelos seus próprios alunos, visando a virtude de sua imagem. 

Busca-se por meio dessa, a compreensão e garantia da não criminalização dos alunos que permanecem resistindo; e também o apoio (principalmente dentro da ocupação) de pessoas autônomas e de movimentos sociais que acreditam na nossa causa. Ressaltando a necessidade da participação efetiva bem como um sentimento de empátia e solidariedade.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo