Manifestação de caminhoneiros chega à região central do Rio

Por Agência Brasil

A manifestação do caminhoneiros autônomos, em seu segundo dia, chegou nesta terça-feira (22) ao centro do Rio no final da manhã. Cerca de 60 caminhões ocupam neste momento as pistas laterais das Avenida Francisco Bicalho e da Presidente Vargas, sentido candelária, em protesto contra os aumentos no preço do óleo diesel.

A manifestação transcorre em clima de tranquilidade e não causa maiores transtornos ao trânsito, embora provoque lentidão em alguns pontos.

Deste o início desta manhã, os motoristas fazem atos nas principais estradas federais de acesso ao Rio de Janeiro, ocupando as pistas laterias de trechos das principais rodovias que cortam o estado.

Segundo último balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), os caminhões estão estacionados nos acostamentos de vários trechos da BR 101. No trecho norte, que liga a capital do estado ao município de Campos dos Goytacazes, há caminhoneiros no acostamento nos dois sentidos, na altura do KM 75. No trecho da Niterói-Manilha, entre os Kms 294 ao 297, também estão parados em ambos os sentidos.

Os manifestantes se concentram ainda no trecho sul da BR-101, na altura do Kms 392, em ambos os sentidos da rodovia, nas proximidades de Itaguaí, com os caminhões parados no acostamento nos dois lados da rodovia.

A paralisação também ocorre na BR-493 (Rodovia Magé Manilha), na altura do KM 0, próximo a Itaborai.; na Rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio a São Paulo; na altura do KM 204, da BR-116, altura de Seropédica, nos dois sentidos da rodovia, inclusive com duas faixas interrompidas e trânsito confuso, em razão dos manifestantes estarem bloqueando a passagem de outros caminhões na faixa da direita, sentido Rio de Janeiro.

Os manifestantes ainda ocupam a estrada entre os Kms 274 e 276 da Dutra, na altura de Barra Mansa, com caminhões nos acostamentos de ambos os sentidos da rodovia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo