Brasil e mais 13 países reduzem relações com Venezuela

Por Ansa

Os 14 países americanos que formam o chamado Grupo de Lima anunciaram nesta segunda-feira (21) a redução de suas relações diplomáticas com a Venezuela devido às eleições presidenciais de ontem, que reelegeram Nicolás Maduro.

Leia mais:
Denúncias marcam eleições na Venezuela
EUA e China estabelecem trégua em guerra comercial

Em um comunicado, o Grupo de Lima, que inclui o Brasil, disse que as eleições não alcançaram "os padrões internacionais para um processo democrático livre, justo e transparente".

A nota foi assinada por Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia. Os países devem chamar seu embaixadores em Caracas para consultas, assim como convocarem os diplomatas venezuelanos para expressar um protesto formal pelas eleições.

O Grupo de Lima foi criado em 8 de agosto de 2017, na capital do Peru, onde representantes de vários países se reunira para discutir uma saía para a crise política na Venezuela. O bloco multilateral exige a libertação dos presos políticos, eleições livres na Venezuela e oferecimento de ajuda humanitária.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo