Terremoto na igreja chilena: bispos renunciam após escândalos de abuso sexual

Por Wellington Botelho

Todos os bispos chilenos apresentaram renúncia ao Papa Francisco devidos aos escândalos de abuso sexual após os encontros com o Sumo Pontífice no Vaticano.

"Todos os bispos presentes em Roma, por escrito, colocamos nossos cargos nas mãos do Santo Padre para decidir livremente com relação a cada um de nós", disse o secretário-geral da Conferência Episcopal do Chile, Fernando Ramos.

"Graças às vítimas, por sua perseverança e coragem, apesar das enormes dificuldades pessoais, espirituais, sociais e familiares que têm enfrentado muitas vezes no meio de incompreensão e de ataques da comunidade eclesial. Mais uma vez nós imploramos seu perdão e sua ajuda para continuar avançando no caminho da cura e cura de feridas", afirmou ele.

Cabe ao Papa aceitar a renúncia coletiva dos 34 sacerdotes.

Caso Karadima
Os escândalo foi gerada pelo caso Karadima, que refere-se à denúncias de abuso contra o padre chileno Fernando Karadima por paroquianos e ex-sacerdotes da paróquia em que atuava. As queixas foram  apresentados desde 2004.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo