PMs são presos por manter traficante refém e exigir R$ 15 mil para que ele fosse liberado

Por Band News FM

Dois policiais militares foram presos na noite de quinta-feira (17), em flagrante, mantendo refém um traficante de drogas do qual estava sendo exigida uma quantia de R$ 15 mil para que fosse liberado. Eles poderão ser expulsos da PM.

 O flagrante – realizado também por policiais militares – ocorreu na Rua Antonio Cândido de Almeida, no centro de Franco da Rocha, na Grande São Paulo.

Estavam dentro de um Gol verde o soldado da Polícia Rodoviária Estadual Clayton Macedo dos Santos e o também soldado Cláudio Roniérison, do 18º Batalhão, cuja sede fica na zona norte de São Paulo.

Um terceiro acusado da extorsão mediante sequestro é o ex-policial militar Marcílio Cosmo do Santos, que já havia sido expulso da corporação em 2015, após ser acusado pelo mesmo crime.

 Já a vítima – Paulo Henrique de Oliveira Ulisses – estava algemada após ser abordada, horas antes, em um conjunto da CDHU no Jardim Luciana, também em Franco da Rocha, sob a acusação de tráfico de drogas.

 Como não foi encontrado entorpecente com Paulo Henrique – que não era procurado pela justiça apesar de já ter sido preso por tráfico em outra ocasião – ele prestou depoimento e foi liberado.

Os dois policiais presos foram encaminhados para o presídio Romão Gomes, da PM, na zona norte de São Paulo.  Já o ex-policial também envolvido no sequestro será encaminhado para o presídio de Tremembé, no interior.

Segundo a polícia, os dois policias militares da ativa presos na noite de quinta já haviam trabalhado juntos na zona norte de São Paulo e um deles vinha sendo investigado pelo serviço de inteligência.

Dentro do carro no qual a vítima e os acusados estavam, os policiais encontraram o documento com o nome do suposto dono do veículo – que não tem queixa de roubo nem de furto.

O proprietário do Gol também será chamado para depor e esclarecer qual a ligação dele com os envolvidos no crime.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo