Obras na Anchieta vão se estender até julho

Por Vanessa Selicani - Metro Jornal ABC

O caos no trânsito para os motoristas que circulam pelos quilômetros 18 e 23 da via Anchieta, em São Bernardo, vai se prolongar por ao menos mais dois meses. A Ecovias, empresa que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, informou ontem que não conseguirá entregar as obras no trecho dentro do prazo dado anteriormente, até o fim de maio.

As intervenções tiveram início em novembro de 2017 com o objetivo de ampliar o número de faixas. Após o fim dos trabalhos, a Anchieta passará a ter pistas expressas e marginais do km 10, na capital, ao km 23, em São Bernardo, região considerada de maior movimentação em todo o sistema pela concessionária.

Com a nova configuração, a rodovia passará a contar neste trecho com seis faixas na direção de Santos (quatro na pista marginal e duas na central) e cinco em direção à São Paulo (três na marginal e duas na central).

A Ecovias afirma que o atraso foi motivado pela grande quantidade de chuva na região. Levantamento da concessionária com base na Somar Meteorologia aponta para volume pluviométrico 35% maior que o registrado um ano antes.

A reportagem utilizou os dados pluviométricos da Sabesp na região do Sistema Rio Grande, na Billings, ponto mais próximo às obras. De acordo com a companhia, houve índice maior que o esperado apenas em março e abril. Para dezembro, janeiro e fevereiro, a quantidade de chuva foi até 30% abaixo da média histórica.

A Ecovias diz trabalhar com cerca de 250 funcionários todos os dias no local, das 7h às 20h. Foram executadas até agora 75% das intervenções previstas para a criação das pistas.

“Nestes pouco mais de dois meses finais, nos concentraremos em concluir os serviços de terraplanagem e pavimentação, que foram bastante comprometidos com as chuvas, e em remanejar pórticos (estruturas de sustentação) e implantar toda a nova sinalização viária”, disse o gerente de engenharia da concessionária Sidney Filho.

Atenção aos desvios na via

A reta final das obras vai obrigar motoristas a mudar sua rota por conta de bloqueios.

A saída do km 22, no acesso aos bairros Assunção e Alvarenga, permanecerá bloqueada até a finalização dos trabalhos. Como alternativa, é possível utilizar as saídas do km 23 (veículos leves e pesados) ou do km 19 (somente automóveis de passeio).

Há alteração também para quem sai pela avenida João Firmino para acessar a pista norte da rodovia. Neste caso, é necessário ir ao desvio provisório que dará acesso à rua Manoel Corazza e posteriormente à via Anchieta, na altura do viaduto Moysés Cheid.

A pista central da via Anchieta no sentido litoral continua bloqueada na altura do km 18. No local, há desvio para a pista marginal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo