Em carta, filho de Vladimir Herzog pede que documento da CIA seja revelado por completo

Por Metro Jornal

Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog, escreveu uma carta endereçada ao Ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, solicitando uma intervenção junto ao governo norte-americano para que o seja revelado o restante dos documentos da CIA (Central de Inteligência Americana) sobre o assunto.

Nesta quinta-feira, uma parte de um documento da CIA (Central de Inteligência Americana), com data de 1974 veio à publico – divulgado pelo professor da Fundação Getúlio Vargas e cientista político Matias Spektor – revelando o que seria uma autorização presidencial para que os opositores do governo fossem executados.

O documento pertence ao período da presidência do general Ernesto Geisel, entre 1974 e 1979, e aponta o envolvimento do Estado na morte e tortura dos opositores ao regime militar, que durou de 1964 a 1985.

Vladimir Herzog morreu em 25 de outubro de 1975, durante uma sessão de interrogatório nas dependências do DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informação – Centro de Operações de Defesa Interna), em São Paulo. A causa oficial da morte dele, no primeiro momento, foi suicídio por enforcamento. Mais tarde, a família conseguiu uma nova versão do laudo, que apontou a morte por lesões e maus-tratos.

Confira a carta na íntegra:

carta filho Vladimir Herzog Clique para ampliar (em PDF) / Reprodução
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo