Novo serviço do Detran-SP permite descobrir se há veículos registrados no seu nome

Por Metro Jornal

Um novo serviço eletrônico do Detran-SP permite verificar se um cidadão possui ou não um veículo registrado em seu nome. Esta é uma das três novidades lançadas pelo órgão nesta quinta-feira (10).

Para obter a chamada emissão da certidão negativa de propriedade de veículo, basta acessar o portal www.detran.sp.gov.br e digitar o CPF do cidadão. A consulta é feita na base de dados do Detran-SP e do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Ainda dentro desse novo serviço, é possível verificar a autenticidade da certidão no próprio portal, com base no código verificador gerado após a consulta. Você informa o código no campo correspondente e recebe a confirmação imediatamente. Todos os documentos podem ser impressos.

Outro novo recurso, disponível pelo aplicativo para celulares Android e iOS, possibilita validar a certidão de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) com o código de verificação ou o QR-Code. A certidão é emitida no portal e pode ser impressa. O QR-Code é “lido” pela câmera do celular e verificado automaticamente.

A terceira novidade é que os profissionais registrados no Detran-SP para atuar na formação e avaliação de motoristas e motociclistas (diretor-geral e diretor de ensino de autoescola, instrutor e examinador de trânsito) agora podem obter e validar a credencial pelo portal. Antes, o processo exigia que o profissional comparecesse ao órgão para a validação do curso no seu histórico como profissional.

Podem acessar a credencial ou fazer a validação pela internet os profissionais com cursos registrados a partir de 1º de janeiro de 2013. Os cursos devem ter sido reconhecidos ou aprovados na Escola Pública de Trânsito (EPT).

O sistema é o mesmo: o usuário cadastrado no portal acessa o serviço e emite a credencial. Ele pode imprimir e, com o código de verificação, ele faz a validação do documento. Qualquer um pode validar o documento entregue pelo profissional.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo