Família confirma morte de estudante no Rio e diz que vítima foi executada

Por Agência Brasil

A família de Matheus Passareli Simões Vieira, conhecida como Matheusa, confirmou nesta segunda-feira (7) que a estudante da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), que estava desaparecida há uma semana, está morta.

Segundo a irmã Gabe Passareli, em seu perfil numa rede social, a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) da Polícia Civil constatou que Matheusa foi executada em uma favela da zona norte do Rio.

Leia mais:
Uerj manifesta profundo pesar por morte de estudante

Matheusa havia se deslocado até o bairro do Encantado para fazer tatuagens em uma festa. De acordo com a irmã, ela desapareceu depois de sair do evento.

“Sobre seu corpo, também segundo informações colhidas pela DDPA, ele foi queimado e poucas são as possibilidades de encontrarmos alguma materialidade, além das milhares que a Matheusa deixou em vida e que muito servirão para que possamos ressignificar a realidade brutal que estamos vivendo”, disse a irmã na rede social.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo