Quem quer emitir documento para estacionar em vagas especiais precisa ter paciência

Por Band News FM

A emissão do documento que autoriza estacionar em vagas especiais em locais privados tem sobrecarregado o departamento de trânsito de São Paulo.

Motoristas que têm direito à isenção do rodízio municipal reclamam da demora da atualização do benefício, que também é gerenciado pelo DSV.

O problema está relacionado ao serviço de agentes da CET que podem aplicar multas nos estacionamentos de lugares como supermercados e shoppings desde o dia primeiro de setembro do ano passado.

O objetivo é fiscalizar o uso irregular de vagas destinadas a idosos e deficientes físicos, já que só pode estacionar quem tem um cartão específico, emitido pelo DSV.

Com o início da fiscalização, o número de pedidos do documento aumentou: no primeiro mês, as solicitações apenas de idosos subiram 166%.

Sobrecarregado, o departamento tem tido problemas para atender outros serviços, como a atualização do cadastro de isenção do rodízio para deficientes físicos.

Na teoria, o prazo é de 30 dias, mas, na prática, motoristas como o psicólogo Paulo Cirillo têm esperado cinco meses pela atualização do cadastro depois da troca de veículo.

O DSV afirma que desde o início da fiscalização nos estacionamentos o número médio de atendimentos diários passou de 300 para 1.300.

Para tentar diminuir a espera, o departamento iniciou plantões todos os sábados na unidade de Pinheiros, na zona Oeste da capital paulista.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo