Dia do Trabalho: Saiba o melhor horário para pegar a estrada no feriado

Por Estadão Conteúdo

Quem tem planos de viajar no feriado do Dia do Trabalho já está preparado para enfrentar o congestionamento nas estadas. A melhor alternativa é se planejar e estar atento aos horários em que são esperados o maior fluxo de veículos. Confira:

Anchieta-Imigrantes – Operação Descida (7×3) no trecho de serra pelas pistas sul e norte da Anchieta e pista sul da Imigrantes a partir das 16 horas de sexta e no sábado das 7 às 18. Descida em comboio a partir do pedágio em caso de chuva ou nebulosidade.

Previsão: até 230 mil veículos

Pior horário: sexta-feira das 16 às 28, sábado das 7 às 18

Rodovia dos Tamoios – Faixa adicional no trecho de serra, sentido litoral, do km 68 ao km 81, a partir das 13 h de sexta-feira, até 17 h de sábado. Obras entre o km 60,5 e km 64,1, em Paraibuna, com impacto no trânsito. Tráfego de veículos de carga com restrição.

Previsão: 117 mil veículos

Pior horário: sexta-feira das 13 às 20, sábado das 6 às 17

Ayrton Senna-Carvalho Pinto – Motoristas que seguem para Ubatuba e litoral norte devem usar o prolongamento da Carvalho Pinto, com 8,6 km, para acessar a rodovia Oswaldo Cruz.

Previsão: até 910 mil veículos

Pior horário: sexta-feira das 15 às 18, sábado das 10 às 14

Leia mais:
Rodovia Mogi-Bertioga não vai ser aberta no feriado
Vai ficar em São Paulo para o feriado? Veja se vai esquentar ou esfriar

Presidente Dutra – Obras do trevo Jacu Pêssego no km 213, em Guarulhos, com reflexo no trânsito. Faixa da direita e acostamento interditados para obras em ponte, no km 36, em Cachoeira Paulista.

Previsão: 554 mil veículos

Pior horário: sexta-feira das 16 às 20, sábado das 7 às 13

Anhanguera-Bandeirantes – Na sexta-feira, das 14 às 22 horas, caminhões com destino à capital pela Bandeirantes devem sair obrigatoriamente no km 48, em Jundiaí, para a Anhanguera, retornando no km 23.

Previsão: 830 mil veículos

Pior horário: sexta-feira das 14 às 20, sábado das 9 às 14

Castelo Branco-Raposo Tavares – Obras de novas faixas na Castelo, do km 44 ao 45, restritas ao canteiro central, com redução de área de escape.

Previsão: 550 mil veículos

Pior horário: sexta-feira 14 às 23, sábado das 8 às 15

Régis Bittencourt – Obras de melhorias no pavimento serão suspensas, mas trânsito fluirá em duas faixas entre o km 348,9 e o km 353,8, na Serra do Cafezal. Velocidade máxima de 60 km/h, controlada por radares na serra, do km 345 ao 362.

Previsão: 760 mil veículos

Pior horário: sexta-feira das 06 às 24, sábado das 5 às 14

Fernão Dias: Obras de manutenção do pavimento em São Paulo, entre o km 73 e o km 75; e do km 58 ao km 71, em Mairiporã, com possível interdição de faixas.

Previsão: 1,2 milhão de veículos

Pior horário: sexta-feira das 14 às 24, sábado de 6 às 12

Outras rodovias:

Manoel Hyppolito Rego (Rio Santos): Pode haver liberação de acostamento entre o km 211 e o km 214, no acesso a Riviera de São Lourenço, em Bertioga.

Padre Manoel da Nóbrega (Litoral sul): Cabines avançadas no pedágio de São Vicente, no km 279.

Floriano Rodrigues Pinheiro: Acesso a Campos do Jordão com operação especial de controle de velocidade com radares móveis.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo