Múmia encontrada no Irã é "muito provavelmente" de pai do último monarca do país

Tumba de Reza Xá foi destruída depois da revolução iraniana de 1979, mas seus restos mortais nunca haviam sido encontrados.

Por BBC Brasil

O corpo mumificado descoberto próximo à capital do Irã pertence, "muito provavelmente", ao pai do último xá (monarca) do país, segundo sua família.

Os restos munificados foram encontrados na segunda-feira, quando eram realizadas obras um santuário em Shahr-e Ray, ao sul de Teerã.

Imagens e notícias compartilhadas online alimentaram especulações de que o corpo fosse de Reza Xá Pahlavi.

Sua tumba, também em Shahr-e Ray, foi destruída depois da revolução de 1979, mas seus restos mortais nunca foram encontrados.

Seu neto Reza Pahlavi, membro da oposição e baseado nos Estados Unidos, foi quem afirmou que o corpo "muito provavelmente" pertencesse a Reza Shah.

Em um comunicado no Twitter, o neto pediu que as autoridades iranianas permitam que profissionais médicos de confiança da família possam ter acesso ao corpo e realizar um enterro adequado no Irã.

"Se não como um pai do Irã moderno ou como um rei, ao menos como um simples soldado e servo do seu país e seu povo, Reza Xá deve ter um túmulo com seu nome em uma localização conhecida dos iranianos", afirmou.

Pahlavi ainda negou notícias de que a família tivesse transportado os restos mortais de Reza Xá.

O porta-voz do Comitê de Herança Cultural de Teerã disse para a agência de notícias oficial do país, ISNA, que era possível que o corpo pertencesse ao antigo líder.

Quem foi Reza Xá?

Líder militar que deu início a um golpe em 1921, Reza Xá foi o fundador da dinastia Pahlavi, que governou o Irã por mais de cinquenta anos, a partir de 1925.

Apesar de ser considerado por muitos como o responsável pela modernização do Irã, Reza Xá foi criticado por seus ataques à religião e supostas violações de direitos humanos.

Ele morreu no exílio na África do Sul em 1944, três anos depois de ser forçado a abdicar em favor de seu filho pelas forças russas e britânicas.

Seu corpo foi inicialmente embalsamado e enterrado no Egito, mas posteriormente transferido para o Irã.

O mausoléu iraniano onde Rexa Xá foi enterrado, contudo, foi destruído depois da revolução de 1979, que tirou do poder seu filho e sucessor.

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo