Postos de saúde de SP abrem neste sábado para vacinação contra febre amarela

Por Estadão Conteúdo

Cerca de 80 unidades de saúde da capital paulista abrem neste sábado, 21, feriado de Tiradentes, para a vacinação contra a febre amarela. Para se imunizar, a pessoa deve levar o documento de identificação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e, se tiver, a carteirinha de vacinação. Os horários de funcionamento variam entre 7h e 14h, 8h e 17h, 7h e 19h e 8h e 14h.

Até sexta-feira, 20, 6.416 pessoas se vacinaram na capital paulista. O número representa 54,9% do público-alvo. Até 30 de maio, quando está previsto o término da campanha, o objetivo da Prefeitura é imunizar 95% da população. Entre as regiões, a norte continua com a maior cobertura, com 85,7%, seguida da sul, com 66,9%, oeste, com 53,8%, leste, com 38,9%, sudeste, com 37,9%, e centro, menor índice do município, com 18,1%.

"A campanha está prevista para terminar em 30 de maio, mas ainda temos uma boa parcela da população que não se protegeu contra a febre amarela. Por isso, é importante que as pessoas que se enquadrem neste perfil procurem nossas unidades, já que a vacina é a principal ferramenta para evitar o aumento dos casos da doença", afirmou o secretário Municipal da Saúde, Wilson Pollara

Desde março, a aplicação da dose acontece em todas as unidades de saúde de São Paulo e a Secretaria Municipal de Saúde recomenda a vacinação às pessoas que não se enquadram nos grupos de risco.

A vacina contra a febre amarela não é indicada para crianças menores de 9 meses de idade, gestantes, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e pacientes com imunodepressão de qualquer natureza, com neoplasia (câncer), com HIV, em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores) e submetidos a transplante de órgãos. Idosos também devem consultar o médico antes de se vacinar.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo