Comprar a casa própria ou alugar? Especialistas explicam o que fazer

Por Luiza Vidal/Portal da Band

A decisão entre comprar ou alugar um imóvel é mais difícil do que parece. São muitas variáveis que precisam ser pensadas antes de tomar a decisão. Mesmo que a ideia da casa própria esteja ainda muito presente no sonho dos brasileiros, há casos onde o aluguel vale mais a pena, por exemplo, e tudo isso vai depender do que a pessoa quer e, principalmente, a situação financeira em que se encontra. Não se preocupe, você não precisa seguir nenhuma regra.

É o que explica o economista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) Roberto Kanter. Para o especialista, a pessoa que deseja dar esse passo deve pensar do ponto de vista do consumo, isto é, quais lugares a pessoa costuma frequentar, consumir etc. Kanter explica: "É essencial saber o que é importante para você. Por exemplo: quero comprar na Mooca [zona leste São Paulo] e meus amigos, família, estão no Itaim Bibi [zona sul], como faz? Ainda mais em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, onde o fluxo de circulação é muito complicado", conta ao Portal da Band. "É preciso pensar 'vale a pena abrir mão da qualidade de vida por uma questão financeira?".

Além disso, a escolha também depende do perfil do comprador. Segundo o economista, 90% das pessoas mais jovens, com idades entre 25 e 35 anos, moram em imóveis alugados. "As pessoas que têm um estilo de vida na qual priorizam a mobilidade e podem, por exemplo, fazer intercâmbio em algum momento, se encaixam nesse grupo. A tendência é pagar aluguel. Ela opta, nesse caso, por morar em um bairro que faz mais sentido para ela".

Acima dessa idade, a escolha entre aluguel vs compra varia ainda mais. Tudo deve ser levado em consideração, já que pessoas mais velhas tendem a preferir estabilidade. Nesse caso, o cenário é outro, com mais variantes: comparação financeira entre quanto o dinheiro aplicado rende por mês vs valor do aluguel; potencial valorização do imóvel.

"O comprador deve fazer uma conta: a pessoa tem R$ 500 mil, que rende, mais ou menos, R$ 3 mil por mês em uma aplicação de CDI. Ela pode optar por usar esse valor no aluguel ou no parcelamento da compra de um imóvel, tanto faz. Se a pessoa tiver uma renda, salário, que possa usar no lugar, é possível manter o dinheiro todo aplicado", fala. "Agora, se o indivíduo quer um imóvel em um bairro onde o aluguel é superior aos R$ 3 mil [citado no exemplo acima], a melhor decisão seria comprar", termina.

A valorização do imóvel também é algo que deve ser levado em conta. Kanter contou que optar por bairros tradicionais é uma boa opção, pois são locais "já estabelecidos". Por isso, é indicado fazer uma consulta com especialistas, caso o comprador queira um lugar que fique mais valorizado em alguns anos.

"A Vila Leopoldina, por exemplo, seria uma coisa ruim, com pouca procura. Quando o primeiro conjunto foi construído lá, a procura era baixa. Se você for hoje, a região ficou muito mais valorizada. Já imóveis em Higienópolis não sofrem grandes diferenças no preço", esclarece o especialista.

Guarde dinheiro

Seguindo nessa linha de pensamento, o educador financeiro Reinaldo Domingos é certeiro: "quem tem poder financeiro é quem tem dinheiro guardado", diz. Ele dá exemplos: "O consumidor tem R$ 100 mil e compra um imóvel à vista com esse valor. A pessoa fica sem dinheiro. É melhor dar entrada, financiando 20%, e deixar guardados R$ 80 mil. Senão, ela vai queimar capital".

Isso vale para o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). "O próprio nome já diz, é uma garantia. Aí a pessoa usa tudo, perde emprego e paga como a conta? Não use para ficar queimando parcelas".

Por fim, o educador financeiro explica que não é necessário liquidar o parcelamento porque, ao comprar um imóvel, a pessoa está adquirindo uma "dívida saudável, com taxas baixas". "Dívida ruim é aquele cheque especial", diz.

Às contas

A Caixa disponibiliza uma calculadora on line, onde é possível simular o financiamento habitacional em vários cenários. Clique aqui para fazer o seu.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo