Projeto Locomotiva em Santo André produzirá instrumentos musicais para orquestra

Projeto vai transformar canos de PVC em instrumentos para orquestra com 100 alunos entre 7 e 17 anos

Por Metro Jornal ABC

Uma casa azul de dois andares na rua Icó, no Parque Jaçatuba, em Santo André, se transformou em fábrica de instrumentos e sonhos. O espaço vai confeccionar violinos utilizando canos de PVC a partir de hoje. O projeto, inaugurado na quarta-feira, equipará a orquestra do Projeto Locomotiva, formada por cerca 100 alunos de 7 a 17 anos que aprendem música no contraturno escolar de forma gratuita.

Serão três profissionais trabalhando para produzir, em média, três instrumentos semanalmente. Com os equipamentos extras, a expectativa é que o projeto abra mais 30 vagas no polo de Santo André até o final do ano. O material bruto para fabricação – policloreto de polivinil – será disponibilizado pela Braskem, petroquímica da região.

Luthier há 15 anos, Ivan Oliveira será o responsável por coordenar a luteria. Ele afirma que a construção de cada instrumento dura cerca de dois dias. “Não tem como trabalhar em grande escala porque cada violino, viola ou violoncelo precisa ser montado individualmente. É um processo que requer cuidado e tempo”, disse Oliveira.

Sonhos

Allan Félix, 17 anos, e André Pires, 20, estão há mais de cinco anos na orquestra e, agora, também são instrutores. Além de produzir instrumentos, eles acreditam que o local revelará novos músicos. Félix diz que, depois que entrou para o projeto, notou melhor rendimento escolar. “Mudou a minha vida. Comecei a ser mais responsável e ter disciplina. O que eu aprendi aqui também começou a refletir na escola”, explicou.

Para Pires, o principal benefício da orquestra foi aprender a trabalhar em equipe. “Você tem que confiar em quem está do seu lado para sair tudo de acordo com o que a música pede”, afirmou.

De acordo com o diretor do projeto, Sérgio Schuindt, um dos principais objetivos é realizar o trabalho com pessoas em vulnerabilidade social. “A orquestra tira os alunos do ócio. São crianças e adolescentes que estariam expostos a tudo que a rua traz de ruim, como drogas e criminalidade”, ressaltou.

As aulas são dadas na avenida dos Estados, 6.755, Parque Central, em Santo André. Para se inscrever na lista de espera do projeto é necessário entrar em contato pelo 2759-4727 ou pelo e-mail [email protected] Um novo polo em Mauá será inaugurado no dia 2 de maio.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo