Solicitação do visto americano pode se tornar mais exigente nos próximos meses

Por Julia Fagundes/Rádio Bandeirantes

A solicitação do visto americano, seja para turismo, negócios, estudo ou imigrantes, poderá se tornar mais exigente nos próximos meses.

Isso porque o presidente Donald Trump quer pedir uma lista com todas as redes sociais utilizadas pelos estrangeiros nos últimos cinco anos.

A proposta publicada pelo Departamento de Estado no dia 30 de março deverá atingir mais de 14 milhões de pessoas.

A medida não afeta os países que não precisam de visto para entrar nos Estados Unidos.

O professor de relações internacionais da ESPM, Heni Ozi Cukier, acredita que o uso das redes sociais por organizações governamentais é irreversível.

O cientista político lembra que a interação no mundo se dá cada vez mais através da internet.

Na opinião dele, os Estados Unidos não vão utilizar filtros tão sensíveis para identificar possíveis ameaças.

E por isso, se a segurança for o objetivo da proposta, ela é válida.

Para o professor de comunicação digital da USP Luli Radfahrer, a medida é uma desculpa para coletar dados que influenciam decisões no país.

Por exemplo, identificar possíveis turistas que planejam ficar nos Estados Unidos e evitar a entrada destes indivíduos.

Segundo o professor, para garantir a segurança de um país, normalmente se usam serviços de inteligência.

Luli Radfahrer acredita que a proposta é mais uma camada que dificulta as pessoas a viajarem, e representa uma invasão de privacidade.

A medida ainda precisa ser aprovada pelo Departamento de Gestão e Orçamento dos Estados Unidos.

Enquanto isso, a população americana tem até o dia 29 de maio para opinar sobre a proposta.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo