Número de casos autóctones de febre amarela aumenta para 12 em São Paulo

Por Metro Jornal

São Paulo registrou um novo caso autóctone de febre amarela em uma semana. Agora, são 12 casos da doença contraídos no próprio município, tendo sete deles evoluído para óbito. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (9) pela Secretaria Municipal da Saúde.

O último caso ocorreu em uma mulher que teria tomado a vacina, de acordo com os registros. A paciente, de 27 anos, moradora da região de Sapopemba, na zona leste da capital paulista, frequentou o Parque da Cantareira, na zona norte, onde teria contraído a doença. A munícipe não precisou ser hospitalizada e passa bem.

As demais confirmações em moradores de São Paulo são de nove homens e duas mulheres, a maioria residente da zona Norte. A região foi a primeira a receber a campanha de vacinação, em setembro do ano passado, que agora se encontra disponível em toda a capital paulista até 30 de maio.

A taxa de imunização estava em torno de 53,5% do público alvo até a última quinta-feira (5), segundo a Prefeitura. A meta é imunizar 95% dos moradores de São Paulo.

Todos os casos registrados são de febre amarela silvestre. Não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942. Desde outubro de 2017, foram confirmadas 147 epizootia (morte de primatas não-humanos pela doença) no município.

Febre Amarela

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo