Prédio de Carmen Lúcia é pichado de vermelho por manifestantes pró-Lula

Por BandNews FM

Manifestantes realizaram um protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta sexta-feira (6) e jogaram sacos de tinta vermelha na fachada de um prédio no Bairro Santo Agostinho, na zona sul de Belo Horizonte, onde a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Carmen Lúcia, tem apartamento. 

Leia mais:
Lula deve passar a noite no Sindicato dos Metalúrgicos, diz Suplicy
Manifestantes comemoram fim de prazo para Lula se entregar com garrafa de espumante

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, os manifestantes estavam em quatro ônibus que pararam em frente ao prédio. Ninguém foi detido até agora.

Movimentos realizam escracho na casa de Carmem Lúcia,h em Belo Horizonte

Cerca de 450 manifestantes do MST e do Levante Popular da Juventude chegaram por volta das 16h20 na casa da ministra do Supremo Tribunal Federal. Foram atiradas bombas de tintas e feitas pichações nos muros e calçadas do prédio onde a golpista reside numa cobertura. "Não vamos dar descanso para toda essa corja que deturpa as leis para beneficiar interesses do capital. Assistimos essa semana que o Supremo é tão golpista quanto Temer", afirmou Miriam Muniz da direção do MST.Justiça vendida, manobra de golpista, gritavam.#OcupaSãoBernardo#LulaLivre

Posted by MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra on Friday, April 6, 2018

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo