Imagens mostram carros da tropa de choque em São Bernardo

Por Metro Jornal, com BandNews FM

Já há viaturas da Polícia Militar e do Choque em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo. Na chegada, não há policiamento. Apenas, um pequeno número de homens da Guarda Civil Municipal de São Bernardo.

O comandante da Guarda Civil, Flávio Leão Rafael, assegura que a equipe dele, composta por 60 homens, irá apoiar a PM em qualquer decisão que for tomada para garantir a segurança da comunidade local.

Um grupo de pessoas reunido na Rua José Bonifácio, que dá acesso à entrada principal do Sindicato, grita palavras de ordem e sinaliza não aceitar pacificamente uma hipotética ação da polícia.

Leia mais:
Atos pró-Lula prejudicam trânsito em São Bernardo, no ABC paulista
MBL cancela ato na Avenida Paulista por orientação da Polícia Militar

 Diante de uma espécie de acampamento, homens vestindo roupas de cor vermelha desenham barreiras e arquitetam bloqueios – os manifestantes dizem que não haverá arrego.

Ainda não há uma definição sobre um possível pronunciamento do ex presidente Lula e tudo indica que ele não deverá se entregar à Polícia Federal dentro do prazo estipulado pelo juiz Sergio Moro.

O juiz Sergio Moro determinou que Lula teria até as 17h para se entregar à Polícia Federal. O petista foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso tríplex do Guarujá.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo