Amigo é suspeito de mandar matar dono da casa de câmbio no Morumbi

Por Lucas Jozino, da Rádio Bandeirantes

A polícia identificou um novo suspeito de planejar a execução do dono da casa de câmbio Rogério dos Santos Ferreira Júnior. O caso aconteceu no dia 21 de fevereiro no Morumbi, zona sul da capital. A vítima levou 12 tiros, em uma emboscada, e sobreviveu.

João Carlos Camisa Nova Junior, que é amigo da vítima, já teve a prisão preventiva decretada. Para a polícia, ele devia 170 mil reais ao empresário e foi o mandante do crime.

Câmeras de segurança registraram João Carlos e Rogério conversando por cerca de 20 minutos em uma padaria. Na saída do estabelecimento, eles seguiram cada um para o seu carro.

Rogério parou em um semáforo fechado, quando dois criminosos dispararam contra ele. Rodrigo Pinto da Silva, o atirador, que já está preso, aparece em imagens de câmeras caminhando numa praça perto do local da emboscada e, segundo a polícia, ele também devia dinheiro à vítima.

João Carlos vai responder por tentativa de homicídio qualificado.

Relembre como o crime aconteceu:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo