Cunhado de Ana Hickmann, acusado de homicídio doloso, é absolvido

Por Lais Pagoto

O cunhado de Ana Hickmann, Gustavo Correa, foi absolvido nesta terça-feira (3) pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais da acusação de homicídio doloso. A juíza do 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, Âmalin Aziz Sant'Ana, entendeu que o acusado agiu em legítima defesa quando atirou e matou Rodrigo Augusto de Pádua, um suposto fã da apresentadora, em um hotel na zona sul de Belo Horizonte.

O caso aconteceu em 21 de maio de 2016, quando Rodrigo, que era de Juiz de Fora, na Zona da Mata, se hospedou no mesmo hotel em que a apresentadora estava. Hickmann havia viajado à capital mineira para lançamento de produto de sua marca.

Depois do almoço, Rodrigo, armado, rendeu o cunhado da apresentadora no lobby do hotel e o obrigou a levá-lo até o quarto da apresentadora, que estava com sua assessora, Giovana Oliveira. Rodrigo disse aos três que ficassem de costas e passou a xingar Hickmann. Em seguida, fez disparos. Gustavo reagiu, começou a lutar com Rodrigo e o matou utilizando a arma do suposto fã. Um tiro dado por Rodrigo acertou a Giovana, que chegou a ficar internada em hospitais de Belo Horizonte e São Paulo.

Os envolvidos ainda podem recorrer da decisão desta terça-feira, que também determinou que Gustavo não irá a juri popular.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo