Possíveis testemunhas contrariam a polícia sobre caso Marielle

Por Band News FM

A Polícia Civil ainda não informou se vai colher os depoimentos de duas testemunhas do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes. As pessoas, que não tiveram a identidade revelada, e teriam presenciado o crime no dia 14 de março, foram localizadas pelo jornal o Globo.

As versões delas, que foram ouvidas separadamente e não se conhecem, são idênticas, segundo o jornal. Elas contrariam a versão das autoridades de que dois carros seguiram o veículo da parlamentar, e apontam que foi apenas um.

O atirador seria um homem negro, que realizou os disparos do banco traseiro do automóvel, usando uma pistola com silenciador. Uma das testemunhas ainda afirmou que policiais militares que atenderam a ocorrência mandaram que elas fossem para casa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo