Ovo de Páscoa: É melhor fazer ou comprar?

Por Metro Jornal

O ovo de Páscoa, além de ser um dos mais tradicionais símbolos da data, é a primeira coisa que vem à cabeça da criançada doida por chocolate. Abrir a embalagem é um momento mágico que, para muitos, não pode ser trocado por outro formato da sobremesa, como bombons ou barras.

De acordo com a Fundação Procon-SP, dependendo do estabelecimento, é possível encontrar o mesmo produto custando quase o dobro. E mesmo assim, os preços podem estar um tanto salgados para o bolso do consumidor.

Leia mais:
Por que chocolate? A origem do ovo de Páscoa e seu significado comercial
Ovos de Páscoa podem custar quase o dobro dependendo do estabelecimento

E aí, fica a dúvida sobre o que compensa mais: comprar ou fazer um ovo de Páscoa? Claro que é muito mais simples e prático comprá-lo nas lojas. Para te ajudar a decidir, o Metro Jornal resolveu comparar o preço de produtos com as versões em barras da mesma marca. Confira:

  • Forma de acetado: R$ 1 a R$ 30 (dependendo do tamanho do ovo)
  • Forma de silicone: R$ 30 a R$ 60 (dependendo de tamanho e formato)
  • Ovo de chocolate (350g): R$ 30 a R$ 40
  • Barra de chocolate (100g): R$ 4 a R$ 6
  • Bombom de chocolate: R$ 1 a R$ 3

Simulando uma compra de uma forma de acetado de R$ 10, com quatro barras de chocolate a R$ 5 cada, o produto final sai a R$ 30, o menor preço encontrado no mercado.

A chave, então, é pesquisar: em alguns locais, pode ser que você encontre preços mais baratos, tanto de ovos de Páscoa quanto dos itens necessários para produzir um. Comprar em lojas especializadas também pode ser uma boa alternativa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo