Moradores foram intoxicados por níquel após rompimento de barragem em Minas Gerais

Por BandNews FM

Exames realizados pelo Instituto Saúde Sustentabilidade, organização da sociedade civil, mostraram que 11 moradores da cidade de Barra Longa, região central de Minas Gerais, afetada pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco, foram diagnosticados com intoxicação por níquel.

As amostras de sangue dos participantes, com idades entre 2 e 92 anos, foram coletadas em março do ano passado e enviadas a um laboratório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, ligado à USP.

O resultado foi encaminhado ao Ministério Público Federal que, em nota, afirmou ter recebido o documento no dia 9 de março e enviado ofícios às Secretaria de Saúde de Minas e do Espirito Santo, à Fundação Renova, e ao Ministério da Saúde solicitando providências.

A Secretaria de Saúde do Estado informou que a realização do estudo, bem como a divulgação de seus resultados, é de inteira responsabilidade dos pesquisadores. 

A pasta disse ainda que vai acompanhar os cidadãos que apresentaram alteração nos exames.

Já a Fundação Renova disse que está empenhada em avaliar os eventuais riscos à saúde humana decorrentes do rompimento da barragem de Fundão e que abriu há 15 dias uma chamada técnica.

A fundação afirmou ainda que a pesquisa do Instituto não comprova nexo casual entre o rompimento e os danos à saúde da população.

A barragem de Fundão se rompeu em novembro de 2015 matando 19 pessoas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo