Corredores verdes devem se espalhar pela cidade de São Paulo

Por Metro Jornal

Já se passaram quase oito meses desde que o primeiro corredor verde de São Paulo foi inaugurado na avenida 23 de Maio (zona sul). Agora, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente estuda implantar jardins verticais em outros endereços.

Com quase 6 km de extensão, o corredor conta com 40 espécies de plantas. Foram utilizadas mais de 250 mil mudas de samambaias, alecrim, orégano, salsa, manjericão, entre outras.

De acordo com Guil Blanche, paisagista e fundador do Movimento 90º – responsável pela implantação dos jardins verticais –, os cuidados são simples. “Como são irrigadas com água da chuva recolhida em reservatórios, a manutenção ocorre a cada dois meses para retirada de ervas daninhas e limpeza fitossanitária.”

Blanche também explica que não há risco de infiltração ou acúmulo de água, já que há calhas que recolhem a água remanescente. No entanto, o paisagista afirma que o maior desafio hoje é evitar furtos, que comprometem a infraestrutura que dá funcionamento aos jardins.

Vantagens

Biólogo e professor da Uninove, Maurício Lamano afirma que o corredor verde traz benefícios ao meio ambiente principalmente como filtro de poluentes. “Outro serviço é em relação à amenização climática, pois ele diminui a temperatura média do ar e reduz os efeitos de grandes amplitudes térmicas.”

Jardins X grafites

A opção pela vegetação ganhou destaque em janeiro do ano passado, quando o prefeito João Doria (PSDB) mandou esconder os grafites que cobriam os muros da 23 de Maio com tinta cinza. Em agosto, as plantas chegaram ao local, que se tornou o primeiro corredor verde da capital.

Coordenadora da pós-graduação em Arquitetura da Paisagem do Centro Universitário Senac, a professora Marcella Ocke considera os jardins verticais “importantes elementos de composição da paisagem urbana e interessantes do ponto de vista estético”. Questionada a respeito das vantagens dos corredores verdes e dos grafites para a avenida 23 de Maio, a professora afirma: “São possibilidades diferentes, os dois têm espaço e poderiam ser utilizados de formas combinadas”. METRO

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo