Trem para Cumbica entra em operação assistida no dia 31, afirma secretário

Por Estadão Conteúdo

O trem que levará passageiros da capital paulista para o aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, deve entrar em operação assistida no próximo dia 31, enfatizou nesta sexta-feira, 23, o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni.

A obra é uma das bandeiras do governador Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato ao Planalto, na área de mobilidade urbana. O tucano intensificou a inauguração de estações de trem e metrô em ano eleitoral. Neste ano, ele pretende entregar 20 estações, um número cinco vezes maior do que em 2017, quando foram inauguradas 4.

Alckmin se programa para entregar pelo menos metade das inaugurações previstas para o ano até o dia 7 de abril, quando deve renunciar ao cargo para ser candidato à Presidência da República. O vice-governador, Márcio França (PSB), que assume o posto e é pré-candidato à sucessão estadual, já convidou Alckmin para estar nas demais inaugurações enquanto a legislação eleitoral permitir – ou seja, até três meses antes do primeiro turno das eleições.

Em coletiva de imprensa sobre a instalação de máquinas de venda automática de bilhetes unitários, o secretário disse que os últimos testes de carga na linha 13 da CPTM, que ligará o sistema metroferroviário ao aeroporto, foram feitos na última semana e as últimas obras devem ser finalizadas neste fim de semana.

Inicialmente, o trem para Cumbica funcionará aos sábados e domingos das 10h às 15. A operação total deve começar "depois de dois ou três meses" afirmou Pelissioni.

A Linha 13-Jade da CPTM interligará a estação Engenheiro Goulart da Linha à futura estação Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo