Contran decide suspender resolução sobre novas placas do Mercosul

Por Metro Jornal, com Agência Brasil

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) decidiu suspender na última quarta-feira (21) a resolução que previa a padronização das placas de identificação de veículos no Mercosul. A determinação, válida por 6o dias, leva em consideração a necessidade de se aguardar a conclusão dos estudos elaborados pelo grupo de trabalho técnico instituído pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

A resolução nº 729/2018, publicada no Diário Oficial no início deste mês, estabelecia que a substituição deveria começar em 1º de setembro e seria feita até 31 de dezembro de 2023, quando toda a frota nacional deveria atender ao novo modelo. O custo valor cobrado pelas placas ainda não havia sido definido.

A medida se aplicaria também aos reboques, semirreboques, motocicletas, triciclos, motonetas, ciclo elétricos, quadriciclos, ciclomotores, tratores e guindastes, que seriam identificados por uma única placa, instalada na parte traseira.

Além de serem revestidas com película retrorrefletiva, as novas placas teriam fundo branco com margem superior azul e as imagens da bandeira brasileira e o símbolo do Mercosul, mantendo os atuais sete caracteres alfanuméricos. Conforme a determinação, na parte frontal, a película protetora deverá conter as palavras Mercorsur Brasil Mercosul estampadas e código de barras bidimensionais dinâmicos (Quick Response Code – QRCode) contendo números de série e acesso às informações do banco de dados de seu fabricante.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo