Papa presta solidariedade e liga para mãe de Marielle Franco

Por Ansa

O papa Francisco telefonou nesta terça-feira (20) aos familiares da vereadora assassinada a tiros no Rio de Janeiro, Marielle Franco, informou o jornal italiano "La Stampa".

Segundo a publicação, durante o telefonema, o Pontífice falou com a mãe de Marielle.

Uma carta, considerada "afetuosa", teria sido enviada ao líder da Igreja Católica pela filha da ativista, Luyara Santos na última segunda-feira (19).

Ainda de acordo com o "La Stampa", a mensagem era um texto breve, mas emocionante em que a jovem afirmava que sua mãe era uma pessoa muito fiel, sempre falava sobre o Evangelho e que insistia no fato de que o aspecto mais importante da vida é o amor.

Jorge Mario Bergoglio tentou contatar Luyara, mas acabou conversando com sua avó. A chamada foi confirmada por Andressa Caldas, diretora do Departamento de Relações Institucionais de Políticas Públicas em Direitos Humanos do Mercosur.

Marielle era vereadora do Rio de Janeiro pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e era ativista do movimento negro e crítica da violência policial no estado.

Sua morte gerou repercussão no mundo todo, além de despertar diversas manifestações pedindo solução para o caso.

Inclusive, a atriz norte-americana Viola Davis também prestou suas homenagens à família de Marielle.

"Acabei de ler sobre esta mulher corajosa #MarielleFranco, que lutou pelos direitos dos pobres nas favelas", escreveu em seu Facebook.

"Eu te apoiarei e lutarei com você Brasil! Viva Marielle e Anderson!", acrescentou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo