Não há como ligar veículo à morte de Marielle, diz delegado de MG

Por Agência Brasil

O delegado Gutemberg Souza Filho, titular da delegacia de Ubá (MG), descartou a participação do proprietário do veículo suspeito encontrado no município, no último domingo (18), no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes.

O carro, da marca Renault, modelo Logan, é semelhante a um dos veículos usados na emboscada. Automóvel foi localizado em denúncia anônima.

O proprietário foi interrogado pela polícia e, segundo o delegado, não há elementos que o liguem, em princípio, à morte de Marielle e Anderson. “Ele negou. Não temos elementos para comprovar a participação dele”, disse Gutemberg.

Investigação

Segundo o delegado, o carro foi periciado, mas não houve indícios de sua utilização no crime. Mesmo assim, o veículo – com placa do Rio de Janeiro – continuará apreendido, para aprofundar a investigação.

Imagens de câmeras de segurança também mostram outro carro, da marca GM, modelo Cobalt, na perseguição que terminou na morte de Marielle e Anderson, no bairro do Estácio, na noite do dia 14.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo