Veja a denúncia contra a PM que Marielle fez nas redes sociais dias antes de morrer

Por Metro Jornal

A vereadora Marielle Franco (Psol) foi morta a tiros na noite de quarta-feira (10) no centro do Rio de Janeiro. A Divisão de Homicídios trabalha com a hipótese de execução.

Marielle era ativista e defensora dos direitos humanos, da luta contra o racimo e igualdade de gênero. No dia 10 de março, publicou em sua página no Facebook, uma crítica sobre a conduta criminosa de policiais militares do batalhão de Acari, na zona norte da cidade.

O deputado estadual Marcelo Freixo, também do Psol, disse que cabe à polícia responder sobre o episódio.

Precisamos gritar para que todos saibam o está acontecendo em Acari nesse momento.O 41° Batalhão da Polícia Militar do…

Posted by Marielle Franco on Saturday, March 10, 2018

Parlamentares de diversos partidos lamentaram a morte de Marielle.

O Prefeito do Rio, Marcello Crivella disse em nota que "lamentamos o brutal assassinato da vereadora Marielle Franco cuja honradez, bravura e espírito público representavam com grandeza inigualável as virtudes da mulher carioca."

Os governos Federal e Estadual também lamentaram a morte da vereadora. O PSOL manifestou o pesar diante do assassinato e disse que exige apuração imediata e rigorosa do crime.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo