Moradores do bairro Sumaré, na zona oeste, ficam sem luz por mais de uma semana

Por Metro Jornal

Moradores do bairro Sumaré, na zona oeste de São Paulo, estão reclamando da falta de iluminação pública na rua Vargem do Cedro. Segundo relatos, o problema teria começado há mais de uma semana, no dia 5 de março. 

A jornalista Rose Nogueira, 72, foi a primeira dos vizinhos a contatar a prefeitura, pelo Ligue-Ilume (0800 779 0156), logo no primeiro dia em que faltou luz. Como resposta, foi informada que a situação seria normalizada em até 12h. O problema persistiu e, na sexta-feira (9), voltou a ligar, agora para o 156. Desta vez, foi registrado um protocolo, de número 031835351. "Disseram que a iluminação voltaria em 72h", afirma.

Ainda sem luz, outra moradora, a assistente social Irayde Cunha Rehder, 67, decidiu também fazer sua reclamação e teve um protocolo, de número 0318370040, registrado às 22h37 da última segunda-feira (12). Segundo ela, demorou mais de 10 minutos até que fosse atendida. "O atendimento foi muito ruim e me informaram que isso só seria resolvido no dia 17 de março", conta.

A insegurança assusta a moradora e sua família. "É perigoso, né? Já teve roubo de carro aqui." Seu marido, o publicitário José Ricardo Rehder, 73, concorda: "Com luz, a gente fica com medo. Imagina no escuro?", questiona.

Outras duas moradoras que teriam tentado formalizar o problema pelo 156 sequer conseguiram ser atendidas.

No Portal de Atendimento da Prefeitura, consta que é possível acompanhar a solicitação informando o número do protocolo. O Metro Jornal tentou localizar o documento, mas não obteve sucesso.

Falta de iluminação Rua Vargem do Cedro Como fica a rua quando escurece / Arquivo pessoal

Aplicativo

Além disso, também houve reclamações sobre a retirada do serviço de reporte de falta de iluminação no aplicativo SP156, disponível para celulares Android e iOS. Questionada, a prefeitura de São Paulo não se pronunciou até o fechamento desta matéria.

Outro lado

Em nota, o Ilume, do Departamento de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Serviços e Obras, informou que já agendou uma equipe para comparecer ao local e irá proceder os reparos necessários ou contatará a concessionária Eletropaulo, no caso de ser um problema de energia.

Por telefone, o setor afirmou que o problema foi resolvido nesta tarde, mas não esclareceu o que teria provocado a ausência de luz. De acordo com as moradoras, até a madrugada desta quarta-feira (14) a rua continuava no escuro.

Sobre o prazo de 72h passado para uma das moradoras, a assessoria informou se tratar de um período "padrão" para atendimento dos pedidos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo