Cachorro morre em voo após comissário colocá-lo em compartimento de bagagem

Por Metro Jornal

Um cachorro morreu durante um vôo da United Airlines, depois que um comissário forçou os donos a colocar o animal, de apenas 10 meses, no compartimento superior de bagagem.

De acordo com testemunhas, a dona abraçou o animal e começou a chorar e soluçar depois de descobrir que ele estava morto, logo após o avião pousar no aeroporto LaGuardia, em Nova York.

Maggie Gremminger, uma passageira do vôo,  relatou que um comissário de bordo disse à passageira antes da decolagem que ela deveria colocar seu cachorro no compartimento. Ela concordou relutantemente, e o cão teria sido ouvido latindo na decolagem e durante alguma turbulência – antes de ficar em silêncio.

A United Airline aceitou a "responsabilidade total" pela tragédia e lançou uma investigação.

Maggie também postou uma foto da passageira aflita e escreveu: "Eu quero ajudar essa mulher e sua filha. Eles perderam seu cachorro por causa de um comissário de bordo da United. Meu coração está partido."

 

Outro passageiro que estava no voo também relatou o caso no Facebook. De acordo com June Lara, o comissário insistiu que o cão teria que ficar trancado por três horas sem nenhuma entrada de ar no compartimento.

O incidente causou indignação nas redes sociais – e muitas pessoas estão anunciando que irão boicotar a companhia aérea.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo