Brasileiro desaparece em Dublin e mãe faz apelo: quero levá-lo para casa

Por Luiza Vidal/Portal da Band

Um brasileiro está desaparecido desde o dia 6 de março deste ano, em Dublin, na Irlanda. Familiares e amigos estão se mobilizando para encontrar o jovem. A mãe dele, inclusive, saiu de São Paulo e foi até a capital irlandesa para acompanhar de perto o caso.

Segundo Valclecia Trindade, mãe de Caíque Trindade de Oliveira, 24 anos, o jovem saiu de casa no último dia 6, no bairro de Clondalkin, às 10h e não retornou mais para a casa onde mora. "Fui informada de seu desaparecimento pelos colegas com quem dividia o apartamento", escreveu em uma publicação na rede social Facebook. A carteira com dinheiro, cartão de crédito e Leap Card (bilhete de transporte público) foi encontrada no dia seguinte, dia 7, em um mercado Tesco, perto da casa dele.

"Estou aflita para encontrar meu filho e levá-lo para casa", publicou. A angústia da mãe foi suficiente para mobilizar moradores da cidade, tanto brasileiros quando irlandeses.

De acordo com Alessandra Rangel, uma das brasileiras que está ajudando na busca, um grupo foi feito para ajudar nas buscas por Caíque – eles se dividem e revezam na procura por Caíque. "Já foram colocados cartazes por toda a cidade, levamos a mãe dele aos hospitais e nada ainda. Alguns brasileiros que trabalham nesses hospitais, inclusive, estão em alerta", explicou ao Portal da Band.

Além disso, Alessandra conta que o jovem também já foi procurado em hospitais psiquiátricos e necrotérios. Uma página do Facebook também compartilha informações e fotos do rapaz.

Segundo pessoas próximas do estudante, ele apresentava comportamentos "estranhos".

"Algumas pessoas dizem tê-lo visto em Dublin 22 [região da cidade], mas ninguém o localizou", falou.

Caíque está em Dublin para estudar e trabalhar desde fevereiro deste ano. A cidade é conhecida por ser um dos destinos mais escolhidos pelos brasileiros para fazer intercâmbio.

Investigação

Após contanto com a embaixada brasileira em Dublin, a Garda Síochána, Serviço Nacional de Polícia da Irlanda, foi acionada e emitiu uma nota, acrescentando o brasileiro na lista de desaparecidos.

Em contato com a reportagem, o Itamaraty informou que "aguarda investigação policial" e que a família tem tido contato diário com a embaixada. Confira nota do órgão:

"O consulado do Brasil em Dublin está ciente do caso e presta apoio à família. O consulado também acompanha as investigações conduzidas pela polícia irlandesa".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo