Wesley Batista é hostilizado em churrascaria em São Paulo

Por Band.com.br

O empresário Wesley Batista, sócio da J&F, foi alvo de um protesto que acabou em tumulto na churrascaria Barbacoa, no Itaim Bibi, em São Paulo, ontem durante o almoço.

Clientes do restaurante reconheceram Wesley no local e passaram a se manifestar com ofensas ao empresário. A Polícia Militar foi acionada por funcionários do estabelecimento para tentar conter a confusão.

Leia mais:
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a Maluf
Raquel envia ao STF parecer favorável à prisão de condenados em 2ª instância

Segundo informações da PM, um funcionário afirmou que alguns presentes no restaurante tentaram agredir Wesley, que estava acompanhado de outras pessoas, supostamente familiares. Ele foi obrigado a deixar o estabelecimento sob xingamentos, mas escoltado por policiais.

“Vai embora, vagabundo! A polícia está dando cobertura para bandido!”. Esses foram só alguns dos gritos proferidos.

Wesley Batista deixou a prisão no dia 21 de fevereiro, beneficiado por um habeas corpus concedido pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). Mas o empresário é obrigado a cumprir medidas cautelares. Entre elas, a proibição de manter contato com o irmão, Joesley Batista. Os dois são acusados de usar informações privilegiadas das próprias delações premiadas para lucrar no mercado financeiro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo